terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Apóstolo Paulo "O fabricante de Tendas"

E, posto que eram do mesmo ofício, passou a morar com eles e ali trabalhava, pois a profissão deles era fazer tendas. Atos 18:03

Já faz algum tempo que este texto veio em meu coração e tive certa inclinação de compartilhá-lo com todos aqueles que tem uma chamada ou vocação ministerial.
Não é interessante como textos falando sobre milagres, poder e unção costumam chamar mais atenção, e gerar mais ministrações da Palavra, do que textos que contém em sí, verdades que vão ajudar de alguma forma o nosso dia a dia? Talvez por causa desta negligência, não tenhamos avançado em algumas áreas da nossa vida.
Quero aqui mostrar um outro lado do Apóstolo Paulo. Quem lê e examina a Palavra, sabe muito bem que este recebeu revelações que nenhum outro pôde receber, e que ele também, escreveu grande parte do Novo Testamento.
Isto é sinal de um grande ministério não é verdade? Claro que sim!
Porém, a Bíblia diz que o Apóstolo tinha uma profissão. Este era "fabricante de Tendas", e o texto que lê-se em Atos 18:03, mostra que ele precisou, deste ofício em algum momento.
Aliás, esta não é a única alusão que se faz sobre o auto-sustento advindo do emprego de Paulo, gostaria de compartilhar, algumas outras:

"vós mesmos sabeis que estas mãos serviram para o que me era necessário a mim e aos que estavam comigo." Atos 20:34

"Por dois anos, permaneceu Paulo na sua própria casa, que alugara, onde recebia todos que o procuravam," Atos 28:30

"Porque, vos recordais, irmãos, do nosso labor e fadiga; e de como, noite e dia labutando para não vivermos à custa de nenhum de vós, vos proclamamos o evangelho de Deus." 1 tessaloniscensses 02:09

"nem jamais comemos pão à custa de outrem; pelo contrário, em labor e fadiga, de noite e de dia, trabalhamos, a fim de não sermos pesados a nenhum de vós;" 2 Tessaloniscensses 03:08

Apóstolo Paulo, tinha uma profissão, e pelo que podemos perceber pelos resgistros Bíblicos, este era bem remunerado por ela.
Todos estes textos nos deve servem de exemplo para todos quantos, tem uma chamada ou vocação ministerial.

Muitos que sonham com um ministério abençoado, as vezes largam, estudos, trabalho e uma possível formação e qualificação acreditando que lá na frente vão poder "viver da obra". Isto, muitas vezes resulta em frustração, desânimo, e o que é pior, desistência da chamada.

Acredite você ou não, eu fui uma dessas vítimas. Terminei o Ensino Médio aos 18 anos de idade, tive oportunidades de ingressar em uma Faculdade, sem contar os cursos que meus pais ofereceram-se em pagar para mim na época (pois tinham uma condição de vida mais estável). eu simplesmente negligenciei todas estas oportunidades, porque acreditava que poderia "viver da obra". Passei por grandes pressões financeiras, enfrentei diversos problemas inclusive a depressão e se não fosse o conhecimento da Palavra de Deus e o Espírito Santo para me ajudar e me levantar, creio que eu estaria até hoje numa situação complicadíssima.
Portanto, estou escrevendo sobre algo que passei, e sei que muitos podem estar passando pela mesma situação. Esta Palavra não é para desmotivar você a sonhar com o ministério, porém, ela visa trazer um equilíbrio para sua vida.
Tenho certeza que a profissão de Paulo o ajudou para que muitas portas fossem abertas para o Evangelho ser pregado, e consequêntemente pôde abençoar muitas vidas através de seu ministério.

Para se ter um grande ministério, precisa-se de grandes recursos financeiros, e de onde virão estes recursos?Eu creio que pessoas podem ser movidas pelo Espírito Santo a semearem em um Ministério, empresas podem ajudar a patrocinar um ministério, porém, a grande verdade é que na maioria das vezes o ministério se iniciará com o nosso próprio dinheiro. Este entrará em ação para que ele aconteça. Por essa razão, creio que Deus deseja que os filhos dEle prosperem financeiramente, porém sabe-se muito bem, que a forma primordial para o dinheiro chegar até nós é através de uma profissão.

Tenho certeza absoluta que o tempo de Deus chegará em sua vida, e você poderá assim, "viver da obra", porém, enquanto este tempo não chega, estude, trabalhe, invista em você, faça cursos, leia livros, pesquise e se atualize, pois quando o tempo do Senhor chegar, você não precisará do dinheiro de outros, mais terá seus próprios recursos para cumprir os planos dEle nesta geração. Tenho que também dizer algo que estou tendo um impulso em meu coração neste momento a todos aqueles que têm uma chamada ministerial e possuem um emprego:
Não amaldiçoe ou fale mal do seu trabalho, é através dele que Deus te dará os recursos para que você prosperando financeiramente possa ter um ministério de excelência.

Amados, que esta Palavra possa servir de alerta para sua vida, existem vários ministros que erraram o tempo e entraram no Ministério fora da hora, colocando em risco não somente a sua vida, mais também de sua família (muitos destes possuem, filhos e esposa). Isto certamente não glorifica o Nome do Senhor, pelo contrário, acaba sendo margem para pessoas falarem mal do Evangelho e assim fugirem da Igreja.


Deus abençoe sua vida e seu Ministério!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário